“Onde tem experiência ruim, tem oportunidade”, diz fundador da 99

Paulo Veras

Paulo Veras, cofundador da 99, em sua palestra no evento Day1, da Endeavor (Crédito: Reprodução/YouTube)

O empreendedor Paulo Veras é conhecido por ser um dos fundadores da 99, primeira empresa brasileira a passar a marca de US$ 1 bilhão em valor de mercado (unicório). A companhia foi vendida à chinesa Didi Chuxing no começo deste ano. Antes do sucesso, ele tentou ser empreendedor em meia dúzia de negócios que não deram certo. Veras foi um dos palestrantes do Day1, realizado pela Endeavor na última terça-feira (22) em São Paulo. No evento, ele e outros empreendedores de sucesso contaram suas histórias para mostrar quais foram os pontos de virada de suas carreiras. O cofundador da 99 falou com exclusividade ao Negócios à Parte sobre oportunidades de negócio, fracasso e transportes no país:

Vemos várias startups atuando em transporte, algumas delas muito grandes. Ainda há espaço nesse mercado?
Tem muita oportunidade. O Brasil tem uma inovação incrível nesse modelo de negócios. Nenhum outro país do mundo tem um transporte de péssima qualidade e ao mesmo tempo muito caro. Isso dá muita oportunidade pra empreender, porque se você conseguir criar transporte melhor e mais acessível, há um espaço gigantesco.

Pode dar um exemplo desse potencial?
O quanto o brasileiro médio gasta em transporte é um dos percentuais mais altos do mundo. Chega perto de 15% a 20% da renda das famílias de baixa renda. Acho que muita coisa vai acontecer ainda. E esse negócio do transporte por aplicativo começou a quebrar alguns paradigmas, derrubar um pouco algumas regulamentações que eram anacrônicas, que estavam velhas. E agora que isso está caindo, há uma chance grande para empreender e criar modelos alternativos.

Duas coisa para se pensar então seriam reduzir o custo e melhorar a qualidade?
Seria. E usando a tecnologia como plataforma para conectar.

Porque já somos um mercado maduros o bastante pra usar soluções com tecnologia?
Exato, todo mundo já tem um smartphone, e tudo o mais.

O que te chama a atenção para escolher um empreendimento? Como escolher dentre tantas opções atualmente?
Uma coisa legal hoje em dia é que tem muita oportunidade em função da tecnologia. Acho que se consegue testar muita coisa. E há muitos problemas grandes na vida das pessoas.Toda vez que você tem uma experiência ruim com alguma coisa, por trás dela tem a oportunidade de fazer aquilo melhor. Acho que a gente ainda está bem no início dessa revolução do celular ser usado para coisas do mundo físico. Se conseguir fazer coisas nessa linha, tem um mercado muito grande. Se conseguir fazer alguma coisa que resolva o problema de milhares ou milhões de pessoas, dá pra fazer um negócio bem grande.

Vão acontecer muitos desses casos, e já estão acontecendo. A 99 ficou conhecida por ser o primeiro unicórnio [empresa com valor de mercado maior que U$$ 1 bilhão] brasileiro, mas tem uma série de empresas que estão na mesma trajetória. E a maior parte deles baseada em plataformas digitais.

Antes de ter um negócio bilionário, você tentou empreender várias vezes e não deu certo. Como conseguiu se manter após ‘quebrar’?
Foi disciplina. Eu fiz alguns projetos que não deram certo, mas eu não cheguei a quebrar totalmente. Eu soube a hora de puxar o plugue e dizer ‘putz, não dá mais’. Quando o projeto tá dando errado, tem que reavaliar.

Acho que o meu ‘Day1’ [momento de virada] foi mais no Imperdível, que era um site de compra coletiva. Todas as empresas deram errado nesse setor. Quando eu percebi que o modelo de negócios não parava em pé, e a coisa não tinha recorrente, só sugava dinheiro, eu cheguei pros sócios e disse ‘A gente tem que fechar, isso vai ser um saco sem fundo. Não tem como dar certo’. Eles quiseram continuar e compraram a minha parte, e depois acabaram quebrando uns anos depois. Eu não quebrei porque eu saí a tempo.

Você tinha um backup sempre?
Sempre. Acho que empreendedor tem que ter plano A, B C… Z. Tem que estar sempre pensando em todas as alternativas. Porque o plano A nunca vai dar certo.

Mais conteúdo

Péssimo!RuimMais ou menos...BomÓtimo! Seja o(a) primeiro(a) a avaliar!
Loading...